Sobre nós

A formação artística  da Cia. de Teatro Cidade Livre, se deu de forma lenta e gradativa. Primeiro, definiu-se que rumo tomar ao se pretender fazer teatro: pra quê, pra quem, por que, etc. Que tipo de teatro. Foi, então, distribuída materiais com as variedades de teatro possíveis, desde o teatro clássico até o teatro de boneco, mamulengo. Em seguida, aulas expositivas e algumas discussões em torno de temas ligados ao teatro. Ficou acertado que as peças montadas pelo grupo fossem sempre de cunho social, discutindo alguns temas que despertasse na comunidade um interesse direto e que a envolvesse em reflexões sobre os temas apresentados no palco. E como apresentar estes temas em cena da forma mais atrativa? Discutidos, os vários caminhos, os participantes das oficinas optaram por um tripé: o pedagógico, o social e o humor, por ser, comprovadamente, um caminho mais eficiente, tanto na assimilação quanto no registro do que fosse apresentado.

Definidos os vários caminhos começou-se, então, a formação artística propriamente dita do grupo, com oficinas abordando e desenvolvendo as habilidades dos cidadãos atores, dentro dos aspectos a cima citados, com ênfase, inicialmente, na dramaturgia que durante as discussões definiu-se, seria desenvolvida pelos próprios integrantes.

Chegou-se a conclusão de que era preciso, primeiro, ministrar um minicurso de dramaturgia. E assim foi feito.

A partir daí, começou-se um estudo sistemático da história do teatro, sobre as várias teorias dos movimentos teatrais bem como das teorias da interpretação com seus vários estilos e experimentações.

A par de todo esse empenho e pesquisas nas quais mergulhou, a cia. estudou também e, certamente, com maior afinco, as diversas teorias da interpretação quase de forma cronológica, bem como aventou-se em suas práticas. Interessava ao grupo sobremaneira o trabalho do ATOR.

Interessava a viagem deste que, em sua ausência, o teatro não existe. Interessava os caminhos percorridos pelo ator na busca de uma melhor presença cênica e enriquecimento da ação dramática.

Interessava, sobretudo, a história dos que empenharam toda uma vida a serviço da pesquisa da Arte do Ator. Daqueles que, encontrando os meios, deixaram escritos, deslindando seus passos.

O grupo, já reduzido, estudou os diretores que, hoje, fazem a diferença com seus métodos e caminhos.

Mas os estudos do grupo não fincam pé apenas nos estudos teatrais. Em cada montagem feita, e já são 12 nesses 13 anos, o grupo mergulha numa literatura que possa ajudar tanto no entendimento do texto quanto da concepção de montagem.

Hoje, o grupo continua seus estudos, ampliando seus conhecimentos teatrais, buscando sobremaneira, não só dilatar suas experiências, como passar adiante todo esse conhecimento adquirido, uma vez que o agora, Ponto de Cultura Cidade Livre, mantém um curso permanente de teatro para jovens da comunidade, que já apresentam espetáculos com a mesma temática estabelecida no início da formação do grupo e começa a dar passos largos rumo à concretização do grande sonho que mantém vivo o nosso Teatro de Bolso Cidade Livre.

Assim a Cia. de Teatro Cidade Livre tem uma enorme gratidão a todos os que registraram seus trabalhos em livros, favorecendo a oportunidade de todos conhecerem suas histórias e lutas para o desenvolvimento do teatro no interior do estado de Goiás.