Posts Em Destaque

Rumo a Quito: Ponto de Cultura participa do 3º Congresso Latino Americano de Cultura Viva Comunitári



O Ponto de Cultura Cidade Livre foi um dos agentes da Rede Cultura Viva brasileira selecionados a representar o país no 3º Congresso Latino Americano de Cultura Viva Comunitária que acontecerá em Quito no Equador entre os dias 20 a 25 de Novembro.


O processo de seleção das delegações de cada país ibero-americano aconteceu por meio do Edital de Mobilidade IberCultura Viva no qual das 245 inscrições recebidas foram selecionadas 52 pessoas que representam instituições, grupos e/ou coletivos que trabalham com o Cultura Viva em comunidade. Deste total, 10 são da Argentina, 10 do Chile, 10 do Brasil, 6 de Costa rica, 6 do Uruguai, 4 de el Salvador, 4 do Peru e 2 da Espanha.


Entre os critérios que foram levados em conta na avaliação estavam a experiência da organização em ações culturais comunitárias e o histórico de participação em processos de articulação de redes em âmbito nacional e/ou internacional, além do perfil da pessoa candidata.


Para a fundadora e presidenta da Associação Sociocultural Cidade Livre/Ponto de Cultura Cidade Livre, Takaiuna Correia, participar do encontro latino americano onde o tema central é o fazer artístico comunitário vem em consonância com a realidade em que o Ponto de Cultura está inserido. “As montagens com as turmas de iniciação teatral partiram exatamente desse lugar, o de dar voz as crianças e adolescentes para que eles falassem da sua vida, de sua família, da realidade do bairro, da igreja, da escola, enfim, da sua forma de ver, se relacionar e estar em comunidade. Assim eles se tornam interpretes e coautores duma arte que falam de si e seja construída por nós, em comunidade”, concluí.


Outra característica do Ponto de Cultura Cidade Livre é o de articulação em redes locais e em nível estadual com instituições, grupos, coletivos e agentes comunitários. “Agora, a gente passa a contribuir e ser referência não apenas nas redes que tecemos ao longo da nossa história, passamos a tecer trocas e aprendizados com agentes cultura viva em nível latino americano. Partilhar conhecimentos em nível comunitário é o que nos faz vivo e resistente a esse mundo de tanta injustiça”, esclarece Pablo Lopes, gestor cultural do Teatro de bolso Cidade Livre.


No 3º Congresso Latino Americano de Cultura Viva Comunitária duas comunicações orais e uma exposição fotográfica sobre o Ponto de Cultura Cidade Livre serão apresentadas e compartilhadas. A primeira comunicação trata do ensino de arte e cultura na instituição e a segunda sobre a sustentabilidade do Teatro de bolso Cidade Livre, sede das ações do Ponto de Cultura. A exposição será com acervo dos 13 anos do grupo.




SER COMUNITARIO


O Movimento de Cultura Viva Comunitária vem se consolidado como referência para organizações sociais, culturais e políticas através de iniciativas continentais entre atores e grupos culturais que promovem o bem comum de diversas práticas, coletivas e articuladas em diferentes territórios e comunidades, principalmente na América Latina.


A partir de 2013, com a articulação entre 17 países e mais de um milhão de experiências culturais, entre outras realizações; compartilhar e aprimorar experiências e conhecimentos o Congresso Latinoamericano de Cultura Viva Comunitária, que acontece a cada dois anos (1º Congresso CVC La Paz-Bolívia, 2013 e 2º Congresso CVC San Salvador, El Salvador, 2015). Para o ano de 2017, o Equador apresenta a proposta de ser sede do Terceiro Congresso e é aprovado por unanimidade.


Com o tema Ser Comunitário o 3º Congresso Latino Americano de Cultura Viva Comunitária surge com a proposta de gerar um espaço de troca e articulação entre experiências e redes de cultura comunitária viva em todo o continente, incentivar áreas para recuperação e fortalecimento de iniciativas legislativas e políticas públicas estatais em relação ao apoio de experiências culturais comunitárias, recuperar e fortalecer coletivamente o substrato simbólico, espiritual místico, estético, ancestral e político dos valores da cultura comunitária viva.


Em um ambiente coletivo em que as ações e processos lançados neste congresso possam ser animados, visibilizados e aprimorados de acordo com o cenário social, político e institucional de cada um de nossos países.


[+] informações: http://congresolatinoamericano.cvcecuador.com/


Posts Recentes