HISTÓRICO

O Teatro de bolso Cidade Livre foi construído em 2010 passando a ser o primeiro teatro de Aparecida de Goiânia. O principal objetivo desse núcleo da Associação Sociocultural Cidade Livre é oferecer à comunidade aparecidense a difusão e circulação de espetáculos artísticos/culturais, sobretudo de companhias goianas. 

A construção deste equipamento cultural só foi possível a partir da iniciativa privada de um grupo de pessoas que em 2004 iniciaram esse projeto que tinha tudo para perder força com o tempo com dificuldades de toda ordem, sobretudo porque fazer arte num local onde a violência e o preconceito predominam e o poder público descredita não é muito motivador. Contudo, a vontade de trabalhar com arte e ter um espaço não só pra ensaios e apresentações, mas, também, como local de encontro e de formação de pessoas.

Assim, esse equipamento cultural faz história não só por ser o primeiro teatro de Aparecida de Goiânia, mas por constituir a primeira escola de formação artística em teatro da cidade.

Num primeiro momento, a formação de crianças e adolescente na iniciação teatral era a principal ação do Teatro, não à toa o espaço cênico (palco) é maior que o espaço da plateia, para que, os participantes apresentem varias vezes para públicos distintos.

 

O Teatro de bolso Cidade Livre tem capacidade na plateia de 100 lugares, equipamentos de som e iluminação cênica, palco que favorece montagens de médio porte, coxias, passagem de fundo, com plateia diversificada e uma equipe técnica permanente antenada com montagens de espetáculos de diversos segmentos.

Em síntese, o Teatro de bolso Cidade Livre desde a sua criação sempre tem promovido a criação e a fruição de produtos artísticos na periferia. O local não recebe somente espetáculos teatrais, mas é local de reuniões de outros grupos culturais, sendo um espaço de formação em outras áreas artísticas culturais como o audiovisual, a dança, o artesanato, a música...